Covid-19 aumenta o risco de trombose em pacientes graves | TVFORTALEZA.com.br 100% Internet

Combate e Prevenção à Trombose   Caracterizada pelo desenvolvimento de um coágulo nas veias, a trombose é gerada pelo entupimento e o bloqueio do fluxo sanguíneo, acometendo regiões como as veias pernas (trombose venosa) e em casos graves, os pulmões (...

covid, trombose

Covid-19 aumenta o risco de trombose em pacientes graves

Publicado por: Redação
16/09/2021 12:18:29
Cortesia Pixabay
Cortesia Pixabay

Combate e Prevenção à Trombose

 

Caracterizada pelo desenvolvimento de um coágulo nas veias, a trombose é gerada pelo entupimento e o bloqueio do fluxo sanguíneo, acometendo regiões como as veias pernas (trombose venosa) e em casos graves, os pulmões (embolia pulmonar).

 

A doença é uma das mais frequentes entre a população idosa e feminina, sendo relacionada principalmente a imobilização prologada geradas por cirurgias, hospitalizações e fraturas, além do uso de anticoncepcionais e o período de gestação e pós-parto. Porém, a enfermidade pode estar relacionada a outras doenças como as crônicas (cardíacas e pulmonar), agudas (infecciosas e inflamatórias) e o coronavírus.

 

Segundo estudo realizado pela Sociedade Internacional de Trombose e Hemostasia, 25% dos pacientes internados em estado grave por Covid-19 apresentam casos de embolia pulmonar ou trombose venosa nos membros inferiores.

 

E apesar da doença não ser grave, se localizada nas pernas, seus principais sintomas geram dores e edema (inchaço) na região, vermelhidão na pele, cianose (coloração azul arroxeada) e dilatação do sistema venoso superficial. Já em casos de embolia pulmonar, os sintomas são de dor no peito, falta de ar, tosse repentina, com possibilidade de expectorar sangue), sudorese e tontura, que necessitam de atendimento imediato.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar