CBO alerta para aumento de casos de miopia na pandemia | TVFORTALEZA.com.br Mobile Television Network

75,6% dos 295 oftalmologistas entrevistados avaliaram que o uso de diversos dispositivos eletrônicos pode agravar o quadro de miopia   Dados levantados entre abril e junho de 2021 pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) identificaram ...

saúde, eutanaisa, ortopedia, herpes, infertilidade, disfunção, erétil, anorexia, diabetes, câncer, oftalmologia, parkinson

CBO alerta para aumento de casos de miopia na pandemia

Publicado por: Redação
07/08/2021 18:59:52
Courtesy Pixabay
Courtesy Pixabay

75,6% dos 295 oftalmologistas entrevistados avaliaram que o uso de diversos dispositivos eletrônicos pode agravar o quadro de miopia

 

Dados levantados entre abril e junho de 2021 pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) identificaram a progressão de miopia em crianças durante a pandemia de Covid-19. A pesquisa entrevistou 295 médicos oftalmologistas com diversas subespecialidades, e sete em cada dez profissionais notaram o aumento no número de casos.

 

Na visão do oftalmologista Dr. Tiago Ribeiro, a pandemia foi um fator adicional que gerou diversos fenômenos que contribuíram para essa progressão, mas ainda é muito cedo para afirmar que o aumento de casos foi dado apenas por isso. 

 

“Tem acontecido um aumento gradual da miopia há alguns anos. Já temos projeções de que isso estava acontecendo e que vai piorar nos próximos anos, principalmente com o uso exacerbado de eletrônicos. É muito difícil a gente afirmar que isso [aumento de casos] se deu agora na pandemia, é um período muito curto”, explica.

 

Entre os médicos entrevistados para a pesquisa, 75,6% avaliaram que o uso de diversos dispositivos eletrônicos pode agravar o quadro de miopia. A falta de atividades ao ar livre e o ensino à distância são considerados alguns dos principais fatores que ajudaram no aumento e agravamento de casos.

 

“As crianças estão sendo expostas a celulares e tablets precocemente. Jogos e entretenimento online substituíram os esportes e brincadeiras. E com a pandemia, ainda se somam as aulas escolares online de longa duração”, explica a oftalmopediatra Dra. Nathália Cristina Ribeiro.

 

O QUE É MIOPIA?

A miopia é um erro de refração bastante comum e a sua principal característica é a visão embaçada, que impede enxergar com clareza o que está longe. A herança genética é apontada como a principal das causas que podem gerar esse problema. 

 

De acordo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 2,6 bilhões de pessoas em todo o mundo convivem com a miopia, sendo que 59 milhões dessas estão no Brasil. A projeção é de que, até 2050, metade da população mundial possa ser afetada pelo problema. 

JOVENS E ADULTOS

A estudante Eduarda Sousa tem o diagnóstico de miopia desde os 15 anos. Atualmente, aos 23 anos, ela relata que por conta das aulas online sua saúde ocular piorou. “Eu usava óculos apenas para descanso e leitura. Com a mudança da aula presencial para o online, o uso do celular e do computador aumentou, fazendo com que meu grau acompanhasse”, ressalta Eduarda.

 

Além da miopia, os jovens e adultos também estão apresentando o quadro de astenopia, que é popularmente conhecida como vista cansada. Ela acontece quando você olha fixamente para algum lugar e sente desconforto, ardência nos olhos e visão embaçada, por exemplo. 

 

“Essa é uma queixa que tem sido muito frequente no consultório. O jovem adulto tem uma carga maior de trabalho e usa muito a visão, muitas vezes o lazer é um jogo no computador. O que a gente tem notado é que tem piorado a visão dessas pessoas pelo uso exacerbado [dos dispositivos eletrônicos], se você souber fazer pausas, já vai ajudar bastante”, afirma o oftalmologista Dr. Tiago Ribeiro.

 

A social media Loyanne Catro, de 22 anos, foi uma das 8,2 milhões de pessoas que precisou se adaptar ao home office no Brasil em 2020. Ela alega que, por conta do trabalho e estudo online, precisa usar os óculos com mais frequência em decorrência do desconforto gerado pelo brilho das telas. 

 

“Quando a gente tá no trabalho, ficamos em contato com as telas, mas não é o dia inteiro, porque você tem algumas pausas. Quando eu fiquei de home office, eu ficava o dia inteiro no computador porque eu tinha aula na faculdade de manhã. Então era o dia pra TCC, trabalhar, faculdade e ainda queria assistir TV à noite”, conta.

 

CUIDADOS COM A VISÃO

O Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) considera preocupante a situação apresentada pela pesquisa, pois revela que as mudanças de hábitos geradas pela pandemia estão afetando a saúde ocular dos jovens, com possibilidade de complicações no futuro. 

 

O diagnóstico de miopia, por exemplo, pode avançar na forma de outras doenças, como descolamento de retina, catarata e glaucoma, que leva à cegueira. A oftalmopediatra Dra. Nathália Cristina Ribeiro destaca algumas medidas de prevenção que podem ajudar a evitar problemas como a miopia. 

 

“Em relação a miopia, a prevenção pode ser feita com mudanças ambientais e comportamentais. Como por exemplo, 40 minutos diários de atividades ao ar livre, diminuição de eletrônicos de perto, distância segura das telas e intervalos para olhar 10 minutos para o horizonte após 40 minutos de leitura prolongada”, orienta.

 

Para as crianças, a recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) é que seja evitada a exposição de menores de dois anos a telas, mesmo que passivamente. Entre dois e cinco anos, o limite deve ser de uma hora de tela, com supervisão. Para a faixa entre seis e dez anos, o tempo não deve ser superior a duas horas. 

 

O oftalmologista Dr. Tiago Ribeiro destaca que seguir as recomendações de prevenção e usar os aparelhos eletrônicos com moderação é o caminho mais eficaz para evitar problemas na visão. 

 

“Lembre-se de fazer uma pausa no meio de trabalho, mantenha a distância correta do seu aparelho, geralmente a gente pede um braço de distância do computador. Cuide da sua postura, cuide do tempo de intervalo, da distância do seu dispositivo e tenha atividades ao ar livre”, finaliza.



Fonte: Brasil 61

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados